A LEITURA MARÉ:

AJUDAMOS AS CRIANÇAS A APRENDER A LER

O projeto Maré de Leituras

O projeto “Maré de leituras” é um projeto de leitura e promoção da linguagem que visa o letramento de crianças e jovens da Maré com diferentes atividades.

Muitos jovens são completamente analfabetos ou analfabetos funcionais. Outros jovens são deficientes físicos ou mentais e, portanto, não sabem ler nem escrever. Assim, eles estão isolados de eventos gerais, culturais e sociais. Aqui ajudamos as crianças com a leitura dirigida e a promoção da linguagem.

Crianças até a idade de onze anos

Crianças até 11 anos de idade são acompanhadas semanalmente por um contador de histórias e introduzidas no uso da biblioteca infantil por educadores da Redes da Maré. Isto ajuda a desenvolver as habilidades lingüísticas e a criatividade das crianças e estimula positivamente sua imaginação. Isto é especialmente importante em um ambiente onde muitos pais não têm qualificações escolares e as crianças experimentam uma rotina diária muito monótona.

Jovens a partir dos 12 anos de idade

São oferecidos eventos que se concentram em melhorar seus conhecimentos da língua portuguesa e apresentá-los à literatura brasileira e internacional. Por um lado, isto é conseguido através de oficinas semanais de literatura nas escolas públicas, por outro lado, através de uma oficina mensal diretamente nas Redes da Maré.

Aqui são promovidos círculos de leitura e escrita, a criação de peças literárias próprias e a leitura em voz alta de textos. Trata-se também de projetar idéias e aumentar a imaginação, porque tentar mudar e moldar uma vida de maneira positiva é muitas vezes dificultado pelo fato de que algo não é possível. Quatro vezes por ano, os autores são convidados à Redes da Maré para apresentar seus livros e discuti-los com os jovens. Isto se destina a construir uma ponte entre a vida cultural fora da favela e os jovens.

NOSSOS PARCEIROS DE PROJETO LOCAIS

Nosso parceiro de projeto na favela da Maré do Rio de Janeiro é a “Redes da Maré“, uma organização não governamental (ONG) brasileira no complexo de favelas da “Maré”. Cerca de 130.000 pessoas vivem na Maré em aproximadamente 5km2. Em 2003, a Dra. Eliana Souza Silva, atual diretora, fundou o centro social “Redes da Maré” na comunidade  “Nova Holanda”. Seu objetivo é fortalecer a sociedade civil através da educação, treinamento profissional e atividades comunitárias.

Estes parceiros forneceram financiamento para o projeto

“Preparação Vocacional” para 2018:

AJUDE-NOS E DÊ UMA CHANCE ÀS CRIANÇAS CARENTES!